Significado da Palavra Namaskar

Nâmaskar

Nâmaskar ou Namastê são palavras em Hindi derivadas da língua Sânscrita que significa literalmente “Eu me prostro/reverencio você”. Na verdade o que reverenciamos não é a pessoa em si, mas sim o Deus interior daquela pessoa, visto que acreditamos que os humanos são criações divinas e, portanto Deus está dentro de cada um. 

O Nâmaskar ou Namastê são usados ao cumprimentar pessoas e imagens de deuses e deusas indianos, assim como fotografias de gurus. Eles (Nâmaskar e Namastê) são usados tanto na chegada quanto na saída, como despedida. Resumindo, o Nâmaskar ou Namastê é um modo de cumprimento indiano.

Ao pronunciar as palavras Nâmaskar ou Namastê a pessoa deve juntar as palmas e os dedos das mãos na altura do peito e inclinar-se levemente para frente. Os dedos não devem apontar para frente, mas sim para cima.

Este mesmo gesto foi copiado pelos cristãos e ainda é utilizado por eles ao fazerem suas orações.

É possível fazer também somente o gesto de Nâmaskar sem ter que pronunciar as palavras “Nâmaskar ou Namastê’, pois estas já estão subentendidas neste gesto.

Esta forma de cumprimento é formal e muito respeitosa e polida (educada) e deve ser sempre usada com pessoas mais velhas, professores e dignitários; assim como com toda a pessoa que você respeite e admire.

Apesar do Nâmaskar ou Namastê serem de origem hindu, indianos de outras religiões não tem problemas ou preconceitos em retribuir este gesto respeitoso.

Na verdade ao juntar as palmas e os dedos das mãos para cima a pessoa esta praticando uma Mudra.

A mão direita representa o divino, a espiritualidade e a mão esquerda representa o mundano, a materialidade. Ao juntar as duas mãos a pessoa entra em harmonia uma vez que acaba havendo um equilíbrio entre a parte espiritual e a material.

O hinduísmo sendo uma das mais antigas culturas e religião, sempre serviu de inspiração para outras culturas e religiões que se formaram a partir do hinduísmo, como é o caso do budismo. O budismo japonês que copiou este mesmo gesto de mãos chamou-o de Gassho. 

No Japão, China e outros países asiáticos o Namastê é usado somente em termos religiosos (como reverência a Buda) e não como um cumprimento do dia-a-dia como acontece na Índia, onde o Nâmaskar serve para ambas as finalidades.