Parapsicologia como Ciência e Parapsicologia Integrativa (Parapsicologia Terapêutica)

I - O que é a Parapsicologia?

"É a ciência que tem por objeto, a comprovação e a análise dos fenômenos paranormais, à primeira vista inexplicáveis, que apresentam, porém a possibilidade de serem resultados das faculdades humanas."

II- O que é Parapsicologia Integrativa?

Por Euclides de Almeida Silva

Professor e Diretor do Instituto Namaskar

É um método de atendimento psicoterapêutico que utiliza várias ferramentas/técnicas ou processos terapêuticos como base para o exercício e condução do trabalho de um Parapsicólogo Integrativo (Parapsicólogo Terapeuta). Seguem alguns exemplos das mais usuais técnicas terapêuticas:

Relaxamento Conduzido

Meditação

Reprogramação Mental

 Hipnoterapia

Auto hipnose

PNL - Programação Neurolinguística

Afirmações Positivas

Programação Subliminar

Mantras

Metáforas

Repetição Constante de Frases Positivas

Sugestologia

Visualização Criativa

Ho'oponopono

Filosofia oriunda de Ensinamentos Orientais (Zen, Zufismo,Tantra e Budismo) como método de Autoconhecimento

Práticas de Yoga

TVP (Terapias de Vidas Passadas)

Regressão de Memória

Biopsicologia

Filosofia Clínica

Processos de Respiração Consciente (Pranayamas)

A Parapsicologia Integrativa possui seu objeto terapêutico com base na Ciência Mental e nas teses teóricas da Física Quântica no que tange principalmente as dimensões quânticas que os seres humanos interagem. Além de observar o consulente como um ser integral, o Parapsicólogo Integrativo (ParapsicólogoTerapeuta), utiliza-se de processos metafísicos na forma de Reprogramação Mental e/ou Insights intelectuais (colapso da função de onda) uma vez que se levam em conta os diversos seguimentos da realidade humana. Assim, de acordo com a linha profissional adotada pelo Parapsicólogo Integrativo (Parapsicólogo Terapeuta), e em conformidade com a necessidade do trabalho a ser realizado junto ao consulente (cliente), as diversas técnicas integram-se harmoniosamente em um processo psicoterapêutico, sejam elas técnicas terapêuticas formais ou holísticas.

O Parapsicólogo Integrativo (Parapsicólogo Terapeuta) analisa e observa o consulente como sendo um ser integral, possuidor de um sistema com várias dimensões, consciências ou corpos (físico, mental, emocional e espiritual). Esse sistema humano precisa estar em equilíbrio, a fim de que se alcance a saúde integral e, consequentemente, a autorealização do indivíduo.

 

Leila C. R. Souza

Parapsicóloga Integrativa (Parapsicóloga Terapeuta)

Professora do Instituto Namaskar

A Parapsicologia Integrativa sai da mesmice, onde se encontra a Parapsicologia tradicional, para abordar novas maneiras de prestar assistência completa nos atendimentos terapêuticos, permitindo a evolução integral e a transformação do consulente (cliente) no seu ritmo. Para tanto, são utilizadas diferentes técnicas, como terapias energéticas e o aconselhamento, que visam à harmonização entre a pessoa em tratamento e o universo.

Quando falamos em Parapsicologia Integrativa, compreendemos a importância de entender as necessidades do ser humano de uma forma holística, utilizando todas as ferramentas/técnicas acessíveis para um resultado favorável. Como exemplo, podemos citar a Física Quântica pela grande influência que possui nas abordagens psico-físico-emocionais no atendimento terapêutico.

Uma sessão de Parapsicologia Integrativa pode ser dividida em três partes:

1 - Abordagem científica parapsicológica feita com o consulente a partir de técnicas como: Anamnese; Relaxamento; Hipnose Clínica; Transe Clínico; Regressão de Memória; Terapias de Vidas Passadas (TVP); Metáforas; Chaveamentos; Ressignificação; Ancoragem; Reprogramação Mental;

2 - Utilização, se necessário, de uma ou mais técnicas energéticas durante, ou na finalização, do atendimento, tais como: Reiki; Cura Prânica; Bioenergia; Cromoterapia; Auriculoterapia; Apometria; Reprogramação Mental; Hipnose Clínica;

3 – Recomendações terapêuticas dadas pelo parapsicólogo integrativo (terapeuta) alternadamente ao consulente para serem praticadas em casa, a fim de aperfeiçoar os resultados obtidos nas sessões. Seguem alguns exemplos: Meditação; Alongamentos; Yoga Assistida; Técnicas de Respiração; Reprogramação Mental; Técnicas de Autocura; Auto-Hipnose; Autorelaxamento.

As técnicas utilizadas pelo Parapsicólogo Integrativo (Terapeuta) têm como objetivo principal a autorealização da pessoa que busca evoluir integralmente.

 

III - Parapsicologia Integrativa: Abordagem e Método

A abordagem da Parapsicologia Integrativa é integral e transpessoal, tendo como objetivo principal levar o consulente a um novo estado de consciência de si próprio, como também, um estado de maior felicidade interna (espiritualidade) e externa, para que possa melhor se relacionar com o mundo ao seu redor.

O tratamento terapêutico não é direcionado tão somente nos sintomas de stress e ansiedade, além dos transtornos mentais originados destes, mas também na capacidade que o ser humano tem em ressignificar as situações desfavoráveis em férteis mecanismos de autoconhecimento. 

Os fenômenos paranormais em desequilíbrio apresentados por alguns consulentes são analisados como sendo possibilidades de uma mediunidade paranormal ainda não plenamente entendida e de difícil aceitação pelo consulente como também por seus familiares e amigos. Assim, procura-se conscientizar o consulente da necessidade de uma reforma ética em sua vida externa como também interna (espiritualidade), buscando alcançar uma maior compreensão da Consciência Universal ao qual todos fazemos parte. O Parapsicólogo Integrativo (Parapsicólogo Terapeuta) trabalha para que o consulente atinja um estado de maior realização pessoal e felicidade interna, tão bem estudada hoje em dia pela Ciência Hedônica a pela Psicologia Positiva.

Para tanto, com frequência nas sessões, são utilizadas diversas técnicas parapsicológicas e processos terapêuticos, tais como:  Análise Parapsicológica - Anamnese; conversas abertas e sinceras, Transidentificação; Técnicas de Relaxamento e Meditação; Hipnose Clínica; Retrocognição Terapêutica (Terapia de Regressão de Memória e Vidas Passadas); Autodefesa Psíquica e Energética; PNL (Programação Neurolinguística) aplicada à Parapsicologia Terapêutica; Técnicas de Exploração e Dissolução dos Bloqueios Energéticos e Psíquicos; Biopsicologia; Constelação Sistêmica e Familiar, Reiki, Cura Prânica e outras.

 

INDICAÇÕES DE TRATAMENTO:

- Medos: fobias; pânico; depressão; melancolia; tristeza; vazio interior; falta de sentido na vida;

- Relacionamentos: amorosos; conjugais; familiares; ideias fixas; perturbação mental; emocional e energética; traumas de relacionamento(s);

- Sexualidade: problemas sexuais; impotência; problemas em atingir o orgasmo no sexo; dificuldades com autoestima; autovalorização; amor próprio e autorespeito;

- Profissão: falta de sentido profissional; desorientação pessoal perante a si mesmo e a vida; conflitos profissionais;

- Hipersensibilidade: problemas com sensibilidade a ambientes, pessoas e energias; dificuldade de relacionamentos em grupo; timidez; isolamento; sentir-se fechado(a) nas relações; experiências incomuns; experiências de quase-morte; experiências fora do corpo; sonhos (lúcidos; estranhos; pesadelos); insônia;

- Doenças de cunho espiritual: Consulentes que apresentem TRANSTORNO PSICÓTIPO: ESQUIZOFRENIA – CONDUTA SUICIDA, ALUCINAÇÕES E ABDUÇÕES ESPIRITUAIS RELACIONADOS À DOENÇA DA ALMA.

De acordo com o que é apresentado pela Organização Mundial de Saúde - OMS, conforme segue: “CID-10, item F.44.3 - define estado de transe e possessão como a perda transitória da identidade com manutenção de consciência do meio-ambiente, fazendo a distinção entre os normais, ou seja, os que acontecem por incorporação ou atuação dos espíritos, dos que são patológicos, provocados por doença.”

Nestes casos, é de extrema importância avaliar a possibilidade de que o tratamento espiritual seja feito por uma equipe de Parapsicólogos Integrativos qualificados e experientes. Nesta forma de tratamento paranormal, com frequência são utilizadas as seguintes técnicas mais comumente conhecidas como: bioenergia (energização e equilíbrio dos chacras), passe quântico/mediúnico, apometria, dialimetria, sessões de desobsessões espiritual e outras.

 

 O TRATAMENTO É CONTRAINDICADO:

-  A indivíduos que apenas almejam fazer as sessões por mera curiosidade e que não queiram investir em seu autoconhecimento de forma séria e responsável.              

- A indivíduos que apresentam algum distúrbio diagnosticado pela medicina psiquiátrica e que possuam expressa proibição de se submeter a um tratamento terapêutico complementar, além daqueles que estejam intensivamente sendo tradados em ambulatório psiquiátrico.

- A indivíduos que são encaminhados para tratamento terapêutico de forma coercitiva ou que não tenham sido antecipadamente informados.