ATENDIMENTO INDIVIDUAL COM CONSTELAÇÃO FAMILIAR SISTÊMICA COM BONEQUINHOS (consulta).

No atendimento individual com bonequinhos, o consulente além de não se expor a outras pessoas, tem a possibilidade de trabalhar de maneira mais ampliada as questões que envolvem sua família atual (marido, esposa e filhos), como também sua família de origem (pais, avós, outros antepassados e pessoas importantes neste sistema).

Na prática do atendimento Individual com Constelação Familiar, o cliente escolhe bonequinhos que irão representar ele próprio, seus pais e outras pessoas do seu sistema familiar atual e de origem.

 

Neste trabalho, dependendo do caso, serão realizadas até duas sessões, que poderão durar até 4 horas cada uma. Caso haja necessidade de realizar duas sessões, elas serão realizadas em dias diferentes.

📍Local: Instituto Namaskar

Constelador: Professor Euclides de Almeida Silva – Parapsicólogo Integrativo - Diretor do Instituto Namaskar.

 

I- MAS O QUE É CONSTELAÇÃO FAMILIAR SISTÊMICA

Constelação Familiar Sistêmica pode ser considerada uma ferramenta terapêutica com aplicabilidade em diferentes seguimentos das relações humanas.  No entanto, as Constelações Familiares devem, principalmente, ser compreendidas como sendo uma nova postura de vida, a ser incorporada na vida pessoal de cada pessoa, que pretenda ter uma vida mais plena e feliz, liberta das dificuldades limitadoras e com mais harmonia em seus relacionamentos sentimentais, familiares e profissionais.

Constelação familiar é um método criado por Bert Hellinger, psicoterapeuta e filósofo alemão, na qual um cliente coloca em cena pessoas desconhecidas para que representem seu sistema familiar e essas pessoas, sem informações precedentes, usam palavras e vivenciam sentimentos semelhantes aos dos familiares, e até mesmo, eventualmente, refletem os seus sintomas.

Segundo Bert Hellinger, por amor, fidelidade e lealdade à família, quando um antepassado deixa situações por resolver, as gerações seguintes expressarão sentimentos e comportamentos fundamentados na situação antecedente. Eles estão “emaranhados”, por assim dizer, prisioneiros a eventos e fatos pelos quais não são responsáveis e nem sequer tem conhecimento. Essa é a herança afetiva transgeracional que acaba por criar sequências de destinos trágicos. Nas palavras de Bert Hellinger:

"Em uma constelação algo muito maior do que podemos expressar em palavras vem à luz. Então, reconhecemos o essencial na medida em que nos entregamos ao processo da maneira como se desenvolve, como se nos entregássemos a uma música emocionante ou a uma bela paisagem. Estamos abertos, absorvemos e não sabemos o que está acontecendo. Mas depois estamos mudados. Estamos mudados na medida em que entramos em sintonia com a alma, com os movimentos profundos da alma."

As constelações familiares unicamente trazem à luz a conexão entre o destino e os seus efeitos. Ajudam a “ver” a realidade da vida, contudo, não influencia no modo que será aplicado na vida do cliente. Apenas proporcionam um insight liberador dos efeitos do destino, e de um modo indireto, colocam em ordem suas relações, estimula o crescimento e proporciona força, na medida em que as pessoas recebem a vida dos pais e dos antepassados. As constelações confiam na competência do cliente em se responsabilizar e lidar bem com o que vivenciaram.

Bert Hellinger observou que todos os sistemas são regidos por leis. E estas leis precisam ser respeitadas para que a harmonia perdure no sistema.

As leis sistêmicas (chamadas por Bert Hellinger de Ordens do Amor) são:

  •  O Pertencimento: diz-nos que todos fazem parte, ninguém pode ser excluído;
  •  A Hierarquia: o lugar de cada um e o seu reconhecimento (precedência dos que vieram antes);
  •  O Equilíbrio: entre o dar e receber nas relações;

 

II- PARA QUE SERVEM AS CONSTELAÇÕES FAMILIARES

Em quase todas as famílias há certos acontecimentos que tem um profundo impacto em todos os membros, não permitindo assim que a harmonia flua neste sistema. Com o trabalho das constelações, é possível trazer à luz (à consciência), a dinâmica oculta, a desordem na lei sistêmica que atuava neste sistema causando assim as desarmonias físicas, emocionais ou espirituais. A partir desta nova imagem, o cliente absorve novas informações, possibilidades, recursos e insights, saindo do conflito para a resolução.

 

III- ÁREAS DE APLICAÇÃO:

  •  Constelações Familiares podem ajudar pessoas
  •  Em relacionamentos problemáticos;
  •  Que querem se libertar dos emaranhamentos familiares;
  • Que estão diante de grandes decisões;
  •  Que querem superar conflitos internos e externos;
  •  Que buscam o êxito profissional.

 Contextos nos quais as constelações podem ajudar para encontrar soluções:

  • Quando pais que se separam querem encontrar o lugar certo para os seus filhos;
  • Quando pessoas têm a experiência como estranhos em grupos e na família;
  • Quando pessoas não “podem” se permitir de serem felizes e bem-sucedidas;
  • Quando acontecimentos históricos colocaram um peso sobre a família;
  • No caso de bullying, doenças frequentes;
  • Encontrar soluções para questões empresariais, etc.

Constelações Organizacionais podem ser úteis:

1 - No diagnóstico da situação atual da empresa;
2 - Verificar os efeitos sistêmicos dentro dos setores;
3 - Definição de estratégia;
4 -Tomada de decisão;
5 - Liderança;
6 - Criação de nova empresa;
7 - Lançamento de marcas e produtos;
8 - Recrutamento e seleção;
9 - Gestão de conflitos;
10 - Empresas familiares, etc.

 

Referências

Hellinger B. Ordens do amor: um guia para o trabalho com constelações familiares. São Paulo:Cultrix; 2003.
Schneider, Robert. A prática das constelações familiares / Jakob Robert Schneider; tradução de Newton A. Queiroz. - Patos de Minas: Atman, 2007.

Luana Dallo - Psicóloga e Coach /Doutora em Educação - HCRP 12/16231

Euclides de Almeida Silva – Parapsicólogo Integrativo – Registro nº 124 – Associação Brasileira de Parapsicologia e Terapias Complementares.

ARTIGOS